Tradição dos tapetes decorativos de Corpus Christi na região

Publicado em 03/06/2016
Imagem do Artigo Tradição dos tapetes decorativos de Corpus Christi na região

Uma festividade exclusiva da religiosidade Católica que tem muita força em nossa região. Esse ano as cidades da região deram um show de criatividade e fé.

Algumas cidades da região, não confeccionaram o tapete, nos últimos anos essa tradição tem sido modificada por campanhas de doação de agasalhos, alimentos, etc. Porém, a tradicão continua em algumas cidades, prova disso são os belíssimos tapetes criados pelas comunidades religiosas e seus fieis.

A pesquisadora Lilian Vogel, assim como cita o Jornal O Atibaiense, tem se aprofundado no tema e de 2015 para cá, tem apoiado as comunidades que desejam manter e até mesmo resgatar essa tradição, que retrata além da religiosidade e fé, a partilha entre membros de comunidades, o trabalho em equipe, a criatividade e até mesmo os dotes artísticos de um determinado grupo de pessoas.

O resgate dessa tradição está cada vez mais aflorado nas comunidades. Algumas igrejas que deixaram de confeccionar, voltarão em 2017, como por exemplo a Matriz São João Batista. Um ótimo momento para você que nos visita nessa época e gosta de acompanhar a festividade, para se programar.

Conheça um pouco de como é a história e os tapetes em algumas cidades da região...

A confecção de tapetes de rua é uma magnífica manifestação de arte e cultura popular que tem como origem a comemoração do Corpus Christi.

A pesquisadora Lilian Vogel, de Atibaia, está preparando um novo livro, que será sobre o tema, estudando as manifestações em Atibaia e em outras cidades.

Em vários pontos do país, esses tapetes utilizam diversos tipos de materiais, como serragem colorida, borra de café, farinha, areia e pequenos acessórios, como tampinhas de garrafas, flores e folhas, incluindo dizeres e figuras relativas ao assunto. Sobre os tapetes, passam as procissões.


A celebração de Corpus Christi (Corpo de Cristo) surgiu na Idade Média e consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. Quarenta dias depois do Domingo de Páscoa é a quinta-feira da Ascensão do Senhor. Dez dias depois há o Domingo de Pentecostes. O domingo seguinte é o da Santíssima Trindade e na quinta-feira, neste ano no dia 26 de maio, é a celebração do Corpus Christi.
É uma das mais tradicionais festas do Brasil e é comemorado no país desde a chegada dos portugueses. A tradição de fazer o tapete vem dos imigrantes açorianos. Essa tradição praticamente desapareceu em Portugal continental, onde teve origem, mas foi mantida nos Açores e nos lugares onde chegaram seus imigrantes, como por exemplo Florianópolis, em Santa Catarina.


O barroco enriqueceu com características de pompa. Corpus Christi é celebrado desde a época colonial com uma profusão de cores, música e expressões de grandeza. No interior paulista, há festas em Matão e Santana do Parnaíba, por exemplo. Ouro Preto, Castelo (ES), Cabo Frio (RJ), e Flores da Cunha (RS) são outros locais com tradição.

Em Atibaia, é uma festa tradicional, com o tapete, ocorrendo atualmente em bairros. O povo da cidade inicia na madrugada desse feriado religioso o difícil trabalho de forrar e formar nas ruas os tapetes com desenhos compostos por serragem (pintada em diversas cores) e pó.

Fonte: http://goo.gl/ckvsQF

Atibaia - Matriz São João Batista

Atibaia - Cristo Rei

Bragança Paulista - Santa Terezinha

Piracaia - São Braz

Mairiporã - Nossa Senhora do Desterro

Nazaré Paulista - Nossa Senhora de Nazaré

Jarinu - Mãe Rainha

Santuário Bom Jesus dos Perdões