ARC&VB participa de reunião com Instituto Marca Brasil

Pesquisadores destacam vocação turística de Atibaia

O Instituto Marca Brasil apresentou em Atibaia, dias 14 e 15/3, o estudo de competitividade do turismo no município. A pesquisa foi realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Sebrae e pelo próprio Instituto Marca Brasil, e faz parte do “Roteiros do Turismo – programa de regionalização do turismo”.

Durante o estudo realizado em 2009, os pesquisadores da FGV passaram uma semana em Atibaia. Eles avaliaram 13 quesitos relacionados ao turismo, como infraestrutura, políticas públicas, economia local, aspectos sociais e ambientais, atrativos e equipamentos turísticos, entre outros. Foram feitas mais de 600 perguntas a representantes de vários setores da cidade.

O Estudo de Competitividade apontou que Atibaia (60,2 pontos) está acima da média nacional (54 pontos), das cidades não capitais (48,4 pontos) e abaixo das capitais (61,9 pontos). As áreas que mais contribuíram para o bom desempenho de Atibaia foram acesso, políticas públicas (65,4), cooperação regional, economia local, aspectos sociais e aspectos ambientais. Nestes quesitos, a equipe da Fundação Getúlio Vargas elogiou a localização geográfica de Atibaia, a facilidade de acesso a grandes aeroportos, ações como Orçamento Participativo e a criação de uma secretaria de Turismo, do Conselho Municipal de Turismo, a estrutura hoteleira diferenciada, a construção de Centro de Convenções, além de atrativos turísticos, como a Pedra Grande. O estudo também mostrou que Atibaia está integrada a mecanismos de promoção regional. No quesito ambiental, os pesquisadores elogiaram o sistema de tratamento de água e esgoto do município e a preocupação com a preservação ambiental, com a criação de unidades de preservação. 

Por sua vez, as notas registradas nas dimensões Serviços e Equipamentos Turísticos, Atrativos Turísticos, Marketing e Promoção do Destino, Monitoramento, Capacidade Empresarial e Aspectos Culturais variaram de 42,7 a 58,6 pontos, influenciando negativamente o resultado geral do município e mostrando que são áreas que precisam ser mais bem trabalhadas.

Durante os dois dias de Workshop, representantes de várias áreas do Turismo de Atibaia acompanharam a exposição da pesquisa e aprenderam em detalhes as aplicações do estudo. A reunião foi conduzida por Mauro Coutinho, do Instituto Marca Brasil.

Para o secretário de Turismo de Atibaia, Fábio Aguiar Menezes, o estudo é um documento importante por indicar ao poder público municipal as áreas que necessitam de mais atenção da Prefeitura. “Fomos bem avaliados neste documento. O aspecto positivo é saber que os pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas mostraram realmente aquilo que nós falamos: que a cidade possui rede hoteleira, de serviços e localização geográfica diferenciadas”, disse.


O grupo gestor


Para dar continuidade aos trabalhos iniciados em 2009 na cidade de Atibaia, foi formatado durante a reunião um conselho gestor que levará à tona discussões sobre o turismo no munícipio, como pontos positivos e pontos a serem melhorados resultantes das pesquisas, buscando ações para o desenvolvimento do setor.

Como representante da iniciativa privada por meio do COMTUR, Jaime Santos será o coordenador, já pelo poder público, o secretário de turismo Fábio Aguiar, assumiu o posto.

Integrado por associações diversas ligadas ao turismo, o grupo gestor possui representantes da APA, AHAR, ARC&VB, ACENBRA, Clube Atibaiense de Fotografia, COMTUR, Unicidades, PEA, Circuito das Frutas, além de proprietários rurais, agentes de viagem, entre outros. (Confira fotos e lista de presença completa abaixo)

Adaptada da Assessoria de Imprensa da Prefeitura da Estância de Atibaia.